Conservatória situa-se em um vale da Serra do Bonito e faz divisa com Minas Gerais. Famosa por suas serenatas, tradição conservada pelos moradores locais e visitantes, e pela admiração do por do sol na Serra da Beleza. Conservatória prosperou durante ciclo do café e é onde podemos encontrar fazendas dos tempos dos barões, quando o vale prosperava com esse ciclo da economia brasileira, escoando sua produção pelo caminho ferroviário que vinha de Minas Gerais para o Rio de Janeiro, de onde seguia para o porto e outras cidades do país. O primeiro registro da localidade data do final do século XVIII, a partir de um relato de 1789, em que Conservatória era reserva dos índios Araris, "elegantes e desembaraçados". Diversas histórias justificam a origem do nome, sendo que a mais corriqueira diz que o lugar era conhecido como "Conservatório dos índios", um lugar de excelente clima e protegido por montanhas, onde os Araris se recolhiam para se recuperar de doenças que dizimavam as tribos e local no qual resolveram se instalar definitivamente. Suas ruas mantem ainda hoje as fachadas dos imponentes casarões dos tempos coloniais, vários restaurantes de culinária interiorana e lojas de artesanatos local.Tudo isso num clima aprazível e bucólico, com muita animação pelas ruas da cidade que transborda música e poesia a qualquer hora do dia.

Distância*

70 km

Tempo de Viagem*

1h20

Altitude

518 m

Quando Ir

No inverno , principalmente em julho no Festival do café

http://goo.gl/maps/Ox0zt